Governo do Uruguai lançou uma campanha que oferece benefícios como a isenção de impostos em hotéis e restaurantes para atrair turistas brasileiros.

Com a crise, viajar para o exterior pode estar um tanto quanto difícil e cara, por conta da alta do dólar. Mas, o exterior não é só feito de Europa e Estados Unidos, há outros destinos baratos e próximos que podem ser um ótima opção, como é o caso do nosso vizinho, o Uruguai.

O governo uruguaio lançou no sul do Brasil uma campanha para atrair turistas a seu país. A campanha foca nos benefícios como isenção de impostos em hotéis e restaurantes, tudo com a intenção de atrair o turista brasileiro.

Sem contar, que as cidades vizinhas a cidades do sul do Brasil, oferecem um desconto de 24% na gasolina para veículos que abastecerem em postos que estão localizados a 20 quilômetros da fronteira, o intuito é realmente atrair brasileiros oriundos dessas cidades vizinhas. Segundo o vice-ministro de turismo do Uruguai, a gasolina uruguaia é composta com menos álcool que a brasileira, e isso garante mais potência, além de render mais.

O vice-ministro disse que estes e outros benefícios fiscais oferecidos pelo Uruguai são muito atrativos, principalmente em tempos de crise, igual a que está passando o Brasil, por conta da desvalorização do real, fazendo com que o dólar subisse de preço.

Como estratégia, a campanha turística do Uruguai foi feita no Rio Grande do Sul por ser uma cidade vizinha ao país. Isso porque, por estar perto geograficamente, o custo da viagem é mais barato, pois ao invés de ir de avião, que é um transporte caro, pode se ir de carro, que acaba sendo bem mais econômico.

Com a crise, os brasileiros estão procurando viajar para locais mais próximos. Um relatório feito indica que 67% dos brasileiros que visitam o Uruguai, são oriundos do Rio Grande do Sul.

A cerimônia que apresentou o Uruguai turisticamente reuniu 150 pessoas, entre jornalistas e operadores turísticos, o vice-ministro uruguaio afirmou que foi um sucesso e que a reação do público presente foi bem positiva.

Por Camilla dos Santos Batista

Uruguai

Foto: Divulgação


No mês de julho deste ano, o Parque Nacional do Iguaçu registrou alta de 29% nas visitações, com 175.638 visitantes. Número foi o maior obtido desde quando o movimento começou a ser registrado, em 1980.

O Parque Nacional do Iguaçu recebe esse nome em referência ao Rio Iguaçu, e fica localizado no oeste do estado do Paraná. O Parque foi criado no ano de 1939 e é um exemplo de integração entre o uso sustentável dos recursos da natureza e a sua conservação.

O Parque protege uma importante área de riquíssima biodiversidade, que abriga espécies que representam a fauna e a flora brasileiras, algumas até mesmo ameaçadas de extinção. Lá encontram-se espécies de animais como o  Puma, o Jacaré-de-papo-amarelo, o Gavião Real, o Papagaio-de-peito-roxo, a Onça pintada e espécies de árvores como Peroba Rosa, a Araucária e tantas outras de enorme valor científico.

Com tantas essas belezas naturais, o parque vem recebendo cada vez mais visitações e em julho deste ano registrou sua maior visitação desde que o movimento começou a ser registrado, no ano de 1980.

Foram 175.638 pessoas visitando o parque somente nesse mês. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve um crescimento de 29% da visitação. Dentre os principais responsáveis pelo aumento das visitas estão os próprios brasileiros e os vizinhos do Mercosul (Paraguai, Uruguai, Argentina e Venezuela).

Os visitantes brasileiros foram responsáveis por 90.814 visitas, 22% a mais que o ano passado. Os outros países do Mercosul contabilizaram 60.819 visitações, um aumento de 96% se comparado com o número de visitantes destes países no ano passado.

Uma das maiores atrações do parque são as Cataratas do Iguaçu, que é o destino mais visitado por quem vai ao parque, quase que uma obrigatoriedade.

O sucesso do Parque também atingiu o outro lado da fronteira: o Parque Nacional do Iguazú, registrou aumento de 71% das suas visitações. Foram 173.665 visitantes passando pelas bilheterias da cidade vizinha. No ano passado foram registrados 101.608 visitantes. No parque há um total de 74% de turistas argentinos, 14% do grupo do Mercosul e 12% de outras partes do mundo.

Por Patrícia Generoso

Parque Nacional do Iguaçu

Foto: Divulgação


Palácio recebe turistas até o dia 27 de setembro, sendo a primeira vez que os visitantes poderão passar pela grande entrada.

A residência oficial da Rainha Elizabeth II está com as portas abertas para visitação desde o último sábado (25/07). Trata-se do Palácio de Buckingham, em Londres, no Reino Unido. Os visitantes poderão acompanhar a preparação dos banquetes e de festas nos salões do belo palácio.

O palácio abre suas portas para visitação desde 1993, mas este ano é a primeira vez que os visitantes poderão passar pela grande entrada, por onde já passaram grandes personalidades e autoridades mundiais, além dos membros da realeza, conforme informação que a curadora da Royal Collection Trust, Anna Reynolds, deu à Reuters. Na grande entrada fica a carruagem australiana que é a utilizada em cerimônias de visita de Estado. A atração principal é o visitante conhecer a forma como a monarquia britânica vive e como recebe seus convidados: reis, rainhas e chefes de estado.

Há uma exposição, chamada "A Royal Wecome", que mostra recriações da adega, da cozinha e dos armários de roupas da realeza. Também são exibidos vestidos que a rainha Elizabeth usou para os banquetes que ofereceu no local. As visitas podem ser feitas até o dia 27 de setembro. No ano passado, cerca de 500 mil visitantes estiveram no local.

Algumas curiosidades sobre o Palácio de Buckingham:

  • O palácio tem nada menos que 775 cômodos – sendo 19 salas de estado, 92 escritórios, 188 quartos de funcionários, 52 quartos para a realeza e para os convidados e 78 banheiros (certamente deve haver um mapa para que as pessoas não se percam por lá – em tempos atuais, deve haver GPS);
  • O palácio tem 1.514 portas e 760 janelas;
  • No palácio há piscina, capela, cafeteria, enfermaria, agência dos correios e cinema; 
  • O palácio possui jardins que cobrem mais de 16 hectares de terra. Nesse espaço há lago, quadra de tênis e heliporto, além de mais de 30 espécies de pássaros e 350 diferentes tipos de flores silvestres;
  • A rainha Elizabeth II deu à luz aos príncipes (Charles e Andrew) no palácio. Até hoje somente um membro da realeza nasceu e morreu no palácio: Edward VII.

Por Elia Macedo

Palácio de Buckingham

Foto: Divulgação


Após estudos que comprovaram que não há riscos às pessoas, as trilhas do Nepal foram reabertas após terremoto que atingiu o país.

Há três meses, um terremoto de escalas devastadoras atingiu o Nepal, trazendo consequências trágicas para o país, como mortes e milhares de desabrigados. O turismo local também foi atingido e uma das trilhas de caminhadas mais famosas do país foi interditada ao público.

A trilha de caminhadas foi finalmente reaberta ao público, depois que especialistas afirmaram que a caminhada pode ser feita novamente com segurança.  A Miyamoto International, uma empresa de engenharia da Califórnia, publicou um relatório em que destaca que os danos causados pelos sismos ocorridos na região de Annapurna foram bem limitados.

A rota de caminhadas teve um total de um por cento das trilhas danificadas e somente três por cento das hospedarias que estão localizadas ao longo do circuito sofreram algum dano segundo a empresa. O relatório para a região do Everest ainda não foi finalizado, e os resultados finais sairão em breve.

A solicitação do país para a Miyamoto Internacional foi que avaliasse os quesitos de segurança para o funcionamento das suas trilhas de caminhada mais populares, incluindo as trilhas em torno do Everest. O relatório foi solicitado logo após os tremores, que vitimaram cerca de 9 mil pessoas (incluindo dezenas de guias de viagem e  alpinistas ) e causaram diversos avalanches nas montanhas locais.

O relatório era importante para garantir que nenhum outro desmoronamento pudesse colocar em risco a vida dos turistas ou atletas que frequentam o local. O país tem boa parte de sua renda gerada através do alpinismo e das trilhas, portanto todo o cuidado com a segurança é necessário, para atrair ainda mais visitantes para o local.

Agora, com a liberação das autoridades, o local voltará a ser visitado por milhares de turistas todos os anos. As regiões como as de Annapurna e do entorno do Everest recebem anualmente uma quantidade aproximada de mais de 140 mil alpinistas, o que corresponde a 70% de todos os visitantes que buscam o país para a prática do alpinismo ou da caminhada.

Por Patrícia Generoso

Trilhas no Nepal

Foto: Divulgação


Cidade bateu recorde em 2014 recebendo mais de 62 milhões de turistas

Orlando continua sendo um dos destinos mais preferidos dos turistas de todo o mundo. Em 2014 a cidade da Flórida bateu novo recorde, recebendo mais de 62 milhões de turistas, um aumento de 5% em relação ao ano anterior.

De acordo com o Visit Orlando, o órgão oficial do turismo na Flórida, o número de turistas no ano passado bateu um novo recorde, porém, não foi informado o número de brasileiros que visitaram a cidade em 2014.

Orlando é um dos locais favoritos dos brasileiros que viajam para o exterior, seja para fazer compras ou para se divertirem nos vários parques temáticos, que são uma das principais atrações da cidade.

O número de diárias vendidas nos hotéis de Orlando, em 2014, superou os 32 milhões, batendo assim um novo recorde e gerando uma arrecadação de impostos acima de US$ 200 milhões.

A Walt Disney World Resort, uma das maiores empresas de entretenimento da cidade investiu em novas áreas para seus parques, frente à crescente demanda, assim como a Universal Orlando Resort, outra grande empresa do setor que inaugurou a Wizarding World of Harry Potter – Diagon Alley, no intuito de atrair um número ainda maior de turistas.

Quem visitar Orlando este ano já poderá experimentar os novos parques e muitas outras novidades, entre elas o I-Drive 360 que oferece um trio de atrações.

E além de muita diversão, Orlando vem expandindo seus negócios para a área da gastronomia, hoje já é possível encontrar sofisticados restaurantes e uma culinária local excelente. Quem pode gastar um pouco mais, experimenta o serviço do Four Seasons Resort Orlando, um serviço recém-inaugurado assim como o Ritz-Carrlton Orlando e Waldorf Astoria Orlando.

E não para por aí! Orlando está abrindo espaços para os apreciadores de artes e tem ainda os torneios esportivos profissionais que vão se tornando mais conhecidos e atraindo um público cada vez maior. O estádio da Major League Soccer deverá ser inaugurado ano que vem, na região de Downtown Orlando e será mais um local que receberá visitantes de todo o mundo.

Para este ano, Orlando tem expectativa de bater um novo recorde em número de turistas, ainda mais com as novas atrações que estão sendo inauguradas!

Por Russel

Orlando

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: