Dublin não é uma cidade muito famosa para turismo, contudo nesse lugar fundado pelos vikings há cerca de mil anos tem muito que se fazer e olhar. O Museu Nacional, por exemplo, possui peças pré-históricas de ouro e outros tesouros cristãos que certamente merecem se vistos.

Na galeria nacional de arte pode ser encontrada uma bela amostra da arte do século XV e, para se deslumbrar com mais obras de arte basta ir à Chester Beatty Library onde há não apenas peças de arte, mas também manuscritos e gravuras da Europa Oriente Médio e Extremo Oriente.

O famoso e antigo Trinity College e o rio Lifey River são passeios indispensáveis. Há vôos diretos para a capital irlandesa e se uma pessoa estiver na Grã-Bretanha pode pegar uma balsa de Liverpool até lá. Vários serviços de ônibus fazem o trajeto do aeroporto até o centro da cidade. O serviço de tren também é rápido e eficiente.

Lembrando que estamos falando da Irlanda do Norte que é totalmente independente da Grã-Bretanha e por isso a moeda oficial naquele país é o Euro. Para aqueles que gostam da vida noturna há várias opções de pubs.

Por Karin Földes


Viena, a capital da Áustria, surpreende muita gente com suas belezas. No centro da cidade há um lugar chamado Ring, onde ficam os palácios, há uma parte para pedestres e também parques. Essa é uma dica para que o turista comece sua visita por lá.

Além disso, a cidade possui muitos museus, o mais famoso deles é o Hofburg localizado na área central; a prefeitura, o prédio em si é uma obra de arte construída em estilo neogótico; todos estes lugares merecem ser visitados.

Ainda no centro há a Rua Graben onde é possível parar para comer nos elegantes bares e cafés com mesas na calçada de onde o turista pode continuar a apreciar a cidade. Nessa rua há ainda as principais lojas para aqueles que gostam de fazer compras.

Uma última dica, procurar se hospedar na zona central para gastar pouco com transporte ou fazer o tour a pé.

Por Karin Földes


É possível fazer bons percursos a pé em na capital portuguesa, como por exemplo, ir à ruínas do Convento do Carmo, o Jardim e a Basílica da Estrela, Igreja Nossa Senhora da Saúde e o Bairro Belém. Além disso Lisboa possui diversos museus e o centro histórico que não devem deixar de serem visitados.

Um ponto turístico da cidade certamente curioso aos brasileiros é o ponto de onde as caravelas partiram no ano de 1500 quando o Brasil foi descoberto. Não é difícil andar de ônibus por lá, mas vale à pena lembrar que mesmo falando português algumas palavras são diferentes e uma delas é ônibus que lá se chama autocarro. E ainda há um tipo de bonde que é conhecido como elétrico.

Uma das comidas típicas que não deve de ser experimentadas é o Pastel de Belém, assim como os vinhos não podem deixar de serem degustados. Dicas de como chegar a alguns pontos turísticos a pé, de ônibus, “elétrico” ou para fazer uma boa pesquisa de hotéis acesse estão aqui: goo.gl/UvEPy.

Por Karin Földes


São Paulo é uma cidade que oferece também muitas opções de entretenimento, com muitos lugares interessantes que você pode visitar com sua família. Além do passeio, você adquire cultura e informação.

Alguns destes lugares são museus que não mostram somente antiguidades, mas que contam também com o que há de mais moderno em exposições e aparatos tecnológicos de última geração para entreter os visitantes.

Três deles são: o Museu da Língua Portuguesa (www.museulinguaportuguesa.org.br), para visitar quando as crianças já escrevem as primeiras palavras; o Museu do Futebol (www.museudofutebol.org.br), no Estádio do Pacaembu; e o Espaço Catavento (www.cataventocultural.org.br), um passeio pelo universo das ciências.

Para visitantes vindos de outras localidades, um dos melhores hotéis para se hospedar na cidade de São Paulo é o Blue Tree Faria Lima (www.bluetree.com.br).

Por Monique Mota


Sair de casa sem gastar um tostão e principalmente na cidade de São Paulo pode ser uma tarefa muito difícil para aqueles que não abrem mão de um bom programa cultural. Mas grandes museus como o MAC (Museu de arte contemporânea) são abertos às visitas gratuitamente, assim como o MIS (Museu da imagem e do som) e o MAE (Museu de arqueologia e etnologia). Outros como o Museu Paulista, MAM (Museu de arte moderna), Estação Ciência e Pátio do Colégio reservam dias da semana com entrada franca para os visitantes.

Museus pequenos e com menos divulgação, como o dos óculos e do relógio são de livre acesso. O dos óculos, por exemplo, possui um acervo com 700 peças e entre as relíquias obtidas, um par que pertenceu a ninguém menos que Santos Dumont. Já o do relógio conta com 600 peças variadas, do mais simples ao mais requintado.

Não há mais desculpa para se conhecer a história e a cultura que São Paulo oferece, pois quem deseja curtir um bom passeio e momentos agradáveis tem muitas opções a serem escolhidas, o difícil é optar apenas por uma.

Juliana Alves


Recém-inaugurado na zona oeste de São Paulo, o Espaço Perfume + Arte é uma boa opção de turismo não só para quem visita a capital paulista mas também para seus habitantes.

A maioria das pessoas usa perfumes sem saber que esta palavra significa “através da fumaça”. Essas e outras questões como quem criou o primeiro perfume da História da Humanidade, quais povos já usavam perfume antes mesmo de nomeá-lo assim, são solucionadas neste espaço / museu.

Fomentado pelo grupo Boticário em parceria com a Faculdade Santa Marcelina que pretende abrir um novo curso de perfumaria em 2011 com o intuito de formar novos especialistas em cheiros, o Espaço Perfume + Arte é mais do que um museu, é uma biblioteca de cheiros, dizem seus idealizadores.

Serviço:

  • Espaço Perfume + Arte
  • Rua Dr. Emílio Ribas, 110 São Paulo – SP
  • Entrada Franca
  • De 3ª a Domingo
  • Maiores informações: (11) 2361-7728

Por Monica Dinah


O Museu do Futebol, inaugurado há 2 anos no estádio do Pacaembu em São Paulo, já teve mais de 800 mil visitantes.

No dia 8 de novembro haverá o lançamento do livro “50 anos por Dentro do Futebol: Histórias e Bastidores”, no auditório Armando Nogueira. O lançamento acontece às 19 horas. Haverá a presença do professor Teixeira, autor do livro.

O Museu está aberto à visitação de terça-feira a domingo, das 10h às 17h. Estando dentro do museu, o visitante pode ficar até as 18h. O horário de visitação pode ser alterado quando acontecer jogos nos horários vespertinos.

Ingressos:
– R$ 6,00
Carteira de estudante, aposentados e maiores de 60 anos pagam a metade – R$ 3,00
Crianças até 7 anos, professores da rede pública com a apresentação de holerite e RG e estudantes de escolas públicas municipais e estaduais mediante ofício em papel timbrado não pagam ingresso.

Quinta-feira – visitação gratuita (mediante retirada de ingresso na bilheteria)

Fernanda T. Sodré


Ao chegar no Brasil após a Segunda Guerra Mundial, o designer francês Jacques Van de Beuque apaixonou-se e inspirou-se pelas obras feitas por artistas populares. O designer resolveu viajar pelo país atrás das obras para adquiri-las.

Jacques Van de Beuque mantém um espaço de 1500 metros quadrados no Rio de Janeiro, comprado nos anos 70, com todas as obras adquiridas. O espaço divide as obras em atividades cotidianas, festivais, imaginárias e religiosas. O objetivo do museu é mostrar que as obras populares não são todas iguais. O Brasil é grande e com culturas e vidas diferentes e consequentemente as obras também são.

É possível agendar visitas para grupos.

O Museu Casa do Pontal fica na Estrada do Pontal, número 3295, no Recreio dos Bandeirantes. Fica aberto de terça-feira a domingo, das 9h30 às 17h e a entrada é R$4.

Fernanda T. Sodré


Para o turista que vai conhecer uma das cidades com melhor qualidade de vida do país há um passeio imperdível.

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói tem projeto arquitetônico de Oscar Niemeyer e é banhado ao seu redor pelo mar da Baía de Guanabara.

A própria arquitetura do prédio, que lembra um cálice, sua passarela de curvas com tapete vermelho e vista para a costa sul da cidade do Rio de Janeiro (Praia de Botafogo, Pão de Açúcar e Corcovado) já vale o passeio.

Mas o Museu também abriga grande acervo da história da arquitetura e das artes plásticas modernas e contemporâneas, além de grande material para pesquisa sobre Niemeyer.

Para verificar a programação do dia e horário de funcionamento o site é www.macniteroi.com.br.

Por: Karina Gonçalves


Quem pensa que Cuba é conhecida somente por seu espírito revolucionário se engana. O país reúne teatros, casas de shows, cinemas e bons restaurantes.

Se quiser começar uma viagem por Cuba conhecendo a História do País, vale a pena ir até o Museu da Revolução, ou até e o Pavilhão Granma.

Para os mais boêmios, a noite no Night Club PubLa Zorra y el Cuervo é um prato cheio. O bar anima os clientes ao som de muito blues e jazz. Outra opção é o El Pátio, onde há shows ao vivo todas as noites.

Não deixe de visitar a Plaza de la Catedral, com edifícios construídos no século XVIII, e a Plaza de Armas, com permanente Feira de Livros.

Por Rosana Radke


Nem só de modernidade vive a capital japonesa. Se você passear por Tóquio vai perceber que a cidade, assim como o resto do país, sabem muito bem preservar suas tradições.

O templo de Asakusa é um dos mais bonitos e antigos da cidade. Logo na entrada, um enorme portal sustenta uma gigante lanterna japonesa, o lugar é conhecido como Kaminarimon.

Há ainda o Museu Nacional de Ciência e o Museu Nacional de Arte Ocidental. E próximo ao parque Ueno, fica o Museu Nacional de Tóquio, um dos mais importantes do país, vale a pena visitar.

Por Rosana Radke


Entre os países da Europa, a Bélgica não figura entre os destinos mais procurados, mas o país tem muito a oferecer aos visitantes. A começar pelas igrejas góticas, espalhadas em cidades como Bruges, Liège, Bruxelas, Namur, Gent.

Somente em Bruxelas estão distribuídos pela cidade 14 museus. Com coleções raras. Museu Real de Belas Artes é um exemplo disso, ele guarda uma coleção de telas de Jan Bruegel.

Outro destino imperdível é o Grand Place, um museu a céu aberto, que se tornou patrimônio da humanidade pela Unesco. Além disso, há construções antigas belas para se conhecer, como a Casa do Rei, a Prefeitura e a Casa dos Duques de Brabante.

Por Rosana Radke


Para os amantes da história brasileira, um excelente destino é a Lapa no Paraná que guarda um preservado conjunto arquitetônico como o pequeno e neoclássico Teatro São João que ainda é palco para espetáculos.

Nos museu do Tropeiro, das Armas e Histórico da Lapa existem peças de época e cheias de detalhes. Na casa vermelha (Museu do Tropeiro) há ainda uma loja de artesanatos, onde é possível encontrar desde peças artesanais até delícias típicas da região.

Quem passa pela Rua Quinze de Novembro aprecia as belezas do casario- por lá estão a Casa da Família Correia de Lacerda(1845) e a Casa da Memória(1888) que guardam mobiliário, decoração e documentos originais.

Uma cidade que guarda os encantos de uma época que se foi, mas deixou grande herança cultural.

Informações sobre a Lapa paranaense http://www.lapa.pr.gov.br


Além das praias, Santos chama a atenção por sua importância histórica e cultural. São diversas opções de museus e monumentos, localizados principalmente no centro.

O Museu dos Cafés localiza-se em um prédio luxuoso, construído na época mais rica da cidade. Ele conta a história da produção e comercialização do café no Brasil, desde a segunda metade do século XIX até os dias atuais.

O Teatro Guarany, palco de movimentos abolicionista e republicano, é um dos principais patrimônios históricos de Santos. A Igreja de Nossa Senhora do Monte Serrat, construída no alto do Monte Serrat, é um dos pontos turísticos mais visitados. O acesso à igreja se dá através dos 415 degraus da escadaria ou pelo bondinho funicular.


Para quem está a procura de passeios culturais em São Paulo, o Museu da Língua Portuguesa, o Museu do Futebol e o Museu Catavento são opções de lazer muito interessantes pois utilizam uma linguagem moderna que estimula a interatividade entre o público e a exposição. Desse modo, os passeios tornam-se educativos e, principalmente, divertidos.

Localizado na Estação da Luz, o Museu da Língua Portuguesa é um dos museus mais visitados do Brasil, e em suas instalações é possível aprender sobre a importância e a história da língua portuguesa.

O Museu do Futebol, instalado dentro do Estádio do Pacaembú, dedica-se ao esporte mais popular do Brasil, mostrando curiosidades e fatos importantes do futebol brasileiro e mundial.

O Museu Catavento, localiza-se no Palácio das Indústrias e é um espaço educacional que utiliza a interatividade para explicar a ciência de um modo inovador e atrativo.

Museu da Língua Portuguesa – www.estacaodaluz.org.br

Museu do Futebol – www.museudofutebol.org.br

Museu Catavento – www.cataventocultural.org.br





CONTINUE NAVEGANDO: