Um dos melhores destinos de viagens para quem gosta de aventuras e de fotografar a vida selvagem, é o Pantanal Mato-Grossense. A fauna e a flora são realmente diversificadas, com imagens encantadoras.

O Pantanal, abriga um imenso e fantástico zoológico, de mamíferos, peixes, répteis, pássaros. A bordo de chalanas, barcos típicos da região, é possível avistar nas margens tatus, antas e até mesmo onças-pintadas.

Alguns hotéis fazem visitas às típicas casas dos pantaneiros, que recebem os turistas dedilhando cantigas na viola. Também é possível aprender a ser peão, lidando com o gado e conhecendo as práticas de laço.

Na época da estação seca, as aves se reproduzem e exibem plumagem mais vistosa. Um binóculo permitirá ver os animais bem de perto. É necessário tomar a vacina contra febre amarela antes de chegar ao lugar.

Quem vai ao Pantanal, não deixa de se impressionar com tamanha beleza e variedades naturais.

Onde ficar: REFÚGIO ECOLÓGICO CAIMAN, FAZENDA SAN FRANCISCO e PANTANAL PARK.

Por Monique Mota


Localizada em Mato Grosso, a 108 km de Cuiabá, Poconé é um município pantaneiro, com casas do século 19. Mas o que fazer lá???

A cidadezinha é conhecida por festas tradicionais, como a Festa de São Sebastião que acontece no mês de Junho, e também pela comida típica da região.

Da cidade você tem acesso a estrada Transpantaneira, onde tem hotéis, pousadas, restaurantes e animais. Para transitar nessa estrada pede-se para ir com cautela, para apreciar a paisagem que percorre o Rio Cuiabá e também por causa dos animais que por ali passam.

Aconselham a ir no período de seca, pois nas cheias alguns trechos ficam impossibilitados de passar. Aproveite o ar bucólico da cidade histórica e se for em junho, poderá curtir a Festa de São Sebastião, com direito as famosas Cavalhadas, que são encenações medievais, e as apresentações dos Mascavos, grupos de danças folclóricas inspiradas nos rituais indígenas.

Por Viviane Lima


O Mato Grosso, oferece a bela paisagem das três chapadas brasileiras mais famosas, a Chapada dos Guimarães. A região que é localizada no centro da América do Sul é rica em ecoturismo e recomendado pelo o livro “1.000 lugares para conhecer antes de morrer” por suas belezas e sensações descritas apenas por quem conheceu a Chapada.

Os aventureiros de plantão podem praticar rapel e trekking em meio ao Cerrado. Para os que curtem um clima místico e esotérico, o local serve como inspiração e é muito procurado pela peregrinação mística de visitantes.

Dizem às lendas que o lugar é cenário para histórias referentes a aparições de OVNs e duendes.

Só indo ao local para conferir tudo que é oferecido na Chapada dos Guimarães.

Juliana Alves


Para passar, praticar esportes, sentar no gramado para relaxar, fazer um piquenique com a família e curtir a paisagem são algumas coisas que se pode fazer no parque Mãe Bonifácio. O local é um dos poucos pontos da cidade de Cuiabá onde se pode pegar uma brisa. O Parque Mãe Bonifácio fica na Avenida Miguel Sutil, s/n, no bairro Quilombo.

Nos dias mais quentes, o gostoso é ficar do lado de fora dos bares, nas mesas nas calçadas. Uma boa opção é a Água Doce Cachaçaria que fica Rua Senador Vilas Boas, número 186, na Praça Popular. A Praça Popular tem outras boas opções de restaurantes e bares. Ponto de encontro dos jovens.

Fernanda T. Sodré


Está em dúvida para onde ir durante as férias? Por que não optar pela Chapada dos Guimarães, localizada no coração do Mato Grosso?

Com seus paredões formados por arenito de cor vermelho-alaranjado, o Parque Nacional da cidade possui diversas trilhas que levam a mirantes naturais de onde pode ser vista a cidade de Cuiabá, capital do estado. O ponto principal da Chapada é a Cachoeira Véu de Noiva, com águas cristalinas e uma queda de oitenta e seis metros de altura. O banho no local foi proibido devido a um acidente que ocorreu no ano de 2008.

E quem quer curtir uma super aventura pode encarar as cinco horas de caminhada e meia hora de escalada em direção ao Morro de São Gerônimo, apreciando todas as belezas rochosas que aparecem pelo caminho.

Por Márcia V. L. Galvão


Um dos roteiros turísticos mais procurados no Brasil é Bonito, no Estado do Mato Grosso. Bonito possui 18 mil habitantes e fica localizada a 257 quilômetros da capital e apesar de ser uma cidade turística, ainda apresenta-se tranquila e sem violência, um ótimo refúgio para quem quer sair um pouco da rotina das grandes cidades.

Lá você pode mergulhar no Rio Sucuri, cuja visibilidade é facilidade pelo calcário, e sair deslizando sendo embalado pela correnteza da água e aproveitando para visualizar as belezas aquáticas naturais.

Além disso, vale a pena encarar uma escadaria de duzentos e noventa e quatro degraus para chegar na gruta do Lago Azul, com águas cristalinas. A caverna foi descoberta por um índio, em 1924 e em 1992 uma expedição encontrou vários fósseis de mamíferos que viveram lá cerca de seis a dez mil anos atrás. A profundidade do lago é estimada em 90 metros.

Outra atração são as Grutas de São Miguel,  situadas na Reserva Natural Parque Ecológico  Vale Anhumas. Para chegar nas grutas percorre-se uma trilha de duzentos metros em meio à mata virgem.  O trecho pode ser feito a pé ou por um carro elétrico.

A visita pode ser feita o ano todo.


Campo Novo do Parecis, a 384 km de Cuiabá, é o lugar adequado para quem procura por aventuras. Além do seu mágico cenário natural com uma diversa flora e fauna, a cidade é cortada por sete grandes rios. Com águas límpidas e corredeiras, os rios são propícios para a prática da canoagem, rafting e mergulho.

No Cerrado do Chapadão do Parecis, os visitantes podem fazer passeios de bicicleta, nas trilhas ecológicas e cavalgar. Como se não fosse o suficiente, o município conta com as cachoeiras mais lindas do Estado.

O lugar possui ainda sítios arqueológicos e cavernas com inscrições às margens dos rios. Para completar o cenário, a Ponte de Pedra e a Cidade de Pedra são belíssimas formações rochosas esculpidas ao longo do tempo.

Hospede-se em:

  • Hotel Tomazelli (65) 3382.1135
  • Marion Palace Hotel (65) 3382.2666
  • Hotel Realeza (65) 3382.2428

Para quem deseja desvendar as maravilhas do Mato Grosso, a cidade de Lucas do Rio Verde, a 350 km de Cuiabá, é um bom início. Lá, encontra-se o Rio Verde, que possui corredeiras pequenas em seu trajeto, nasce no cerrado e vai cruzando o bioma da Floresta Amazônica.

As águas do Rio Verde são límpidas e cercadas por matas que refugiam a grande diversidade da fauna que habita as suas margens. Os moradores locais usufruem do rio para passear de jet-ski, barco, caiaque, para pescar e tomar um delicioso banho.

Na área verde do Córrego Lucas está o Lago Ernani José Machado, onde um calçadão foi construído com trilhas para caminhadas, bem como uma ponte que liga os dois lados do lago.

Dicas para se hospedar:

  • Terras Park Hotel (65) 3549.6000
  • Hotel Florença (65) 3549.1306
  • Hotel Horizonte (65) 3549.3380

Em Cáceres, a 215 km de Cuiabá, as fazendas histórias contam um pouco do passado do Brasil. A Fazenda Jacobina foi a mais rica da Província por onde passou Sabino Vieira, da Guerra das Sabinadas, que ali ficou exilado.

A Fazenda Facão foi indústria de produtos derivados da cana, em especial aguardente e açúcar. Hoje, conta histórias através de seus sítios arqueológicos, grutas, cavernas e a cachoeira com água de bica.

Já a Fazenda Ressaca, também produtora de aguardente, às margens do Rio Paraguai, possuía porto de embarque e desembarque para os navios a vapores, um marco histórico devido às construções de Arquitetura Colonial.

Existe ainda a Fazenda Barranco Vermelho, com arquitetura imponente e majestosa, e a Fazenda Descalvados, que extraia produtos derivados da carne bovina.

Para se hospedar:

  • Hotel Porto Bello (65) 3224.1437
  • Caiçara’s Hotel (65) 3223.2234
  • Hotel Recanto do Dourado (65) 3224.1109

Em Barra do Garças, a 500 km de Cuiabá, está localizado o Parque Municipal das Águas Quentes. O lugar é delicioso para o descanso e oferece uma área de lazer com piscinas hidrotermais, toboágua, rio da preguiça e bar molhado.

A temperatura do parque varia dos 31 aos 43 graus, com propriedades terapêuticas, colabora para a diminuição da viscosidade do sangue, aumento da vitalidade sexual, melhora da digestão gástrica e duodenal, servindo também à fisioterapia.

Além dos banhos, o parque oferece uma estrutura com bares, restaurantes, duchas, vestiários e instrutores de hidroginástica e ginástica de alongamento. Tudo isto com a preservação da Mata Permanente original.

Dicas de hospedagem:

  • Hotel Pousada Sol do Araguaia (66) 3401.4819
  • Hotel e Pousada Tropical (66) 3401.4213
  • Hotel Ipiranga (66) 3401.3129

Para relaxar, o Parque Águas Quentes é com certeza a escolha mais apropriada.





CONTINUE NAVEGANDO: