Uma viagem mística para Inglaterra e Irlanda, este roteiro não passa apenas por pontos turísticos consagrados, mas vai a lugares cercados de mistérios, ligados às tradições celtas Acompanhada por Claudiney Prieto – estudioso e autor de vários livros sobre a religião pagã Wicca – a jornada de 10 dias, com saída em 8 de julho, passa por importantes pontos considerados sagrados por esta religião. Durante a viagem, Claudiney conduzirá vivências e rituais e meditações em alguns lugares onde se concentra grande energia.

A viagem começa em Londres visitando os principais pontos turísticos. Um passeio pelo centro revela mais sobre os celtas: a importância do Sagrado Feminino aflora na belíssima Estátua de Boudicca, que segundo a lenda, foi a rainha e druidesa que desafiou a força do Império Romano para defender suas filhas, sua honra e sua cultura. O roteiro continua por lugares cercados de mistérios como Glastonbury Tor, Chalice Well, a Abadia de Glastonbury, onde se acredita guardar os restos mortais do rei Arthur.

O próximo destino é Stonehenge onde fica um círculo de pedras que se acredita que era usado para estudos mágicos, astronômicos e religiosos. No mesmo dia, segue-se para Avebury, um sítio pré-histórico, hoje em ruínas. Originalmente, esse círculo de pedras deve ter sido mais elaborado do que Stonehenge, datando e aproximadamente 2800 A C.. Após visita, segue-se para Sillbury Hill. Localizado 1,6 km ao sul de Avebury, Silbury Hill é uma colina maciça artificial com um topo plano.

Irlanda e suas riquezas arqueológicas

Já na Irlanda, o roteiro começa por Dublin com um passeio panorâmico pela cidade e visita à Guinness Storehouse para provar em primeira mão o elixir da vida – um pint de Guinness.

A próxima parada é Kildare onde haverá uma visita as ruínas da antiga Abadia, onde reza a lenda, antes existia o templo dedicado a Deusa Brigith e onde suas 19 sacerdotisas revezavam-se para manter a chama do fogo eterno de Brigith aceso.

O roteiro segue Condado de Meath, onde o grupo conhecerá vários sítios arqueológicos com grande importância histórica e religiosa. O corredor e as câmaras foram desenhados para serem iluminadas pelo sol nos solstícios de Verão e Inverno. Visita também Dowth e Four Knocks, montes em formas espirais que tem um significado místico na cultura celta.

Inglaterra e Irlanda Mágica

Duração: 10 dias/ 7 noites

Saída: 8 de julho de 2011

Visitando: Londres, Glastonbury, Condado de Wiltshire, Stonehenge, Avebru, Sillbury Hill, Dublin Kildare, Newgrance, Hills of Tara, Knowth, Dowth, Four Knocks, Condado de Mealth.

Preço: € 3.508 euros por pessoa parte aérea e terrestre, com hospedagem em apto duplo com café da manhã.

O que está incluído: passagem aérea São Paulo/Londres/Dublin/Londres/São Paulo, hospedagem o em hotéis categoria turística superior com café da manhã , traslado e passeios; ingressos, 1 jantar em Pub Local no Condado de Meath; guias; maleteiros nos hotéis (01 mala por pessoa); seguro de viagem; acompanhamento de Claudiney Prieto para um grupo mínimo de 20 adultos pagantes

Reserva: Raidho Tour Operator, tel. (11) 3383-1200, www.raidho.com.br

Validade: para a data da saída


O grande escritor inglês William Shakespeare morou em Londres onde há o seu teatro. Porém ele nasceu em uma cidadezinha do sul da Inglaterra chamada Strattford-upon-Avon.

A cidade não apresenta nada de turístico, mas para os amantes da literatura inglesas e aqueles que adoram Shakespeare vale a pena visitá-la para conhecer a casa onde o escritor nasceu e cresceu até ir para Londres.

Ela fica em uma ruazinha onde se encontram lojas que vendem de tudo relacionado ao dramaturgo e poeta inglês. A casa dele hoje é um museu que também vale a pena ser visitado. De Londres até lá fica fácil ir de trem. Mesmo de outras cidades grandes como Manchester ou Birmingham o acesso também é fácil.

Por Karin Foldes


A Inglaterra, com sua cor predominante “cinza”, revela um charme sem igual, com seus cafés e museus. O interessante é que todos os museus têm entrada franca, dentre eles estão: Tate Modern, National Gallery, Victoria & Albert Museum e National Portrait Gallery.

O Hyde Park é o parque mais famoso da cidade de Londres, outro parque famoso é o Parque Regent onde está o zoológico.

Porém o auge do ponto turístico é o Palácio de Buckingham, sua visitação é um marco histórico. Hoje, na época do verão, os visitantes podem entrar nos aposentos oficiais. Outros cômodos interessantes são o Grande Salão, a Galeria de Arte e Salão do Trono. No lado exterior do Palácio acontece a famosa troca da guarda. A visitação do Palácio começou em 1993 com o objetivo de arrecadar dinheiro para o castelo Windsor que sofreu um incêndio em 1994.

Próximo ao Palácio de Buckingham encontra-se a Estação Victoria e a Catedral de Westminster. No templo Abadia de Westminster, estão os túmulos de reis que fizeram a história da Inglaterra.

Há também o Big Ben, com seu relógio gigantesco, que faz parte do cartão postal da cidade de Londres.

Os musicais mantêm o requinte de Londres, muitos ficam longas temporadas como, por exemplo, o musical Priscila a Rainha do Deserto (Priscilla Queen  of  the Desert). Vários outros musicais, alguns de filmes ou de livros, estão em cartaz na cidade.

Por Viviane Lima


– O Hotel Spitalfields Residence tem 26 quartos luxuosos. Todos com cozinha em plano aberto, sala de estar, banheiros e wi-fi gratuito. O hotel todo é moderno, com móveis de alta qualidade. Alguns apartamentos possuem varandas ou terraço. O hotel está muito bem localizado, perto de ótimos restaurante e galerias de arte famosas. O Hotel Spitalfields Residence fica no endereço: 12-18 Artillery Lane, Spitalfields, E1 7LS London.

– O The Hide London é um hotel boutique de 4 estrelas, com quartos modernos e wi-fi gratuito. Tem também estacionamento do prórpio hotel.O café da manhã faz parte do pacote. O The Hide London fica no endereço: 230 Hendon Way, NW4 3NE London.

– O One Aldwych, de 5 estrelas, fica em um prédio lindo com uma entrada deslumbrante. O hotel tem piscina para natação, saunas, restaurantes e um ginásio. Os quartos são modernos e com decoração de luxo. Wi-fi gratuita. O hotel também oferece muitos tratamentos relaxantes. O One Aldwych fica no endereço: 1 Aldwych, Covent Garden, WC2B 4RH London.

Fernanda T. Sodré


Oxford é uma cidade inglesa situada no condado de Oxfordshire. Famosa mundialmente por sua antiga universidade, Oxford está estrategicamente localizada às margens do rio Tâmisa. A Universidade de Oxford está entre as dez melhores do mundo, e a cidade reparte sua fama de cidade universitária com a rival Cambridge. Lá nasceram também importantes obras da literatura mundial como O Senhor dos Anéis e Alice no País das Maravilhas.    

Oxford é extremamente cosmopolita, mas antigamente, durante mais de 800 anos, chegou a ser o lar da Família Real e de eruditos. Seus inúmeros Pubs divertem os jovens universitários da cidade e também os que vão apenas para visitá-la. O clima de Oxford costuma variar bastante, ainda que na maior parte do tempo esteja nublado. Mas suas estações ainda conseguem ser bem marcantes, com invernos frios e verões de bastante calor.

Entre os principais pontos turísticos de Oxford está Churchill Christ, uma das mais belas igrejas da cidade. O rio Cherwell também não pode deixar de ser visitado por quem for até Oxford. É o local perfeito para relaxar, caminhar e até fazer piquenique.

Fonte: Universia

Por Juliete Lunkes


A cidade inglesa de Sheffield é a quarta mais populosa do país e está localizada no condado de South Yorkshire.  Entre suas principais atividades econômicas e cidade destaca-se pela sua quantidade de indústrias, construção civil, finanças e comércios. O clima da cidade é temperado e sua media anual de temperatura gira em torno dos 10 graus.

Entres os principais atrativos da cidade, que vão ainda além da importância turística são os seus três principais rios, o Rivelin, o Sheaf e o rio Don. A cultura é um aspecto vibrante em Sheffield, que tem vários teatros espalhados pelo centro e bairros, os mais importantes deles são o Lyceum e o Crucible. A cidade também conserva inúmeros edifícios históricos, como o prédio da Câmara Municipal e a Cathedral Church of St Marie. Belíssimos parques como o Winter Gardens e o Jardim Botânico de Sheffield atraem visitantes o ano inteiro, seja para curtir o sol o friozinho do inverno.

Por Juliete Lunkes


Leeds está localizada na região norte da Inglaterra, fazendo parte do condado de West Yorkshire, e é a terceira maior cidade do país. Seu patrimônio cultural é extremamente rico e durante a noite o agito toma conta de seus clubes, bares e restaurantes. Aliás, opções de entretenimento não faltam em Leeds. Além da diversão noturna, a cidade possui renomadas companhias de teatro, balé e ópera. Outro aspecto essencial na cultura da cidade é o esporte. Os apaixonados pelo futebol de todas as partes do mundo sabem da historia do Leeds United e Elland Road.

Em Leeds existem opções de lazer e entretenimento para todas as idades. Os jardins do Tropical Word juntamente com o palácio de Harewood House são grandes atrativos turísticos da cidade. Na galeria de Arte de Leeds ainda é possível observar impressionantes obras de arte contemporânea britânica, incluindo as de Francis Bacon, Antony Gormley e Henry Moore.

Fonte: England2018

Por Juliete Lunkes


Onde? a 200 km de Londres. Quando? Era Elizabetana. Como? De carro ou de trem, partindo da estação de Waterloo ( 7h10 à 23h35).

Por que? Por diversas razões, a cidade de Sheborne, na Inglaterra, possui abadias, castelos, pequenos museus para devendar a história local: O Sheborne Museum, o Fleet Air Arm Museum e o Haynes Motor Museum de Sparkford.

Além de jardins e eventos culturais e conheça um pouco da história inglesa da época mencionada: Sir Watler Raleigh, que ganhou terras as terras inglesas mencionadas da rainha Elizabeth I, filha do Rei Henry VIII. Além de ser o queridinho de dona majestade, o aventureiro e inovador, ajudou a introduzir as batatas e o tabaco ( fumo) dentro do país.

Por A.C. Rocha


Ao chegar a Salisbury, no sul da Inglaterra, o que se avista é um indecifrável e fascinante monumento de pedra chamado de Stonehenge. O monumento pré-histórico é o mais importante da Inglaterra.

Não se sabe qual o motivo da construção do monumento, mas mesmo sem finalidade definida, as pirâmides encantam os visitantes. As pedras utilizadas na sua construção foram trazidas das montanhas de Gales, a cerca de 400 km de distância.

O passeio à Stonehenge é repleto de cultura, pois o monumento é uma importante obra não só para os ingleses, como também para a humanidade.

Por Rosana Radke


Já que nos próximos meses os pacotes turísticos, vôos e diárias de hotel para o exterior estarão mais baratos, aí vai uma ótima sugestão: interior da Inglaterra.

O verde espalhado por todos os cantos, castelos que escondem histórias magníficas e uma gama de estilos de hotéis e gastronomia. No Sudeste do país é possível encontrar uma região repleta de lendas e mitos, a Cornualha.

O local recebe turistas de muitas partes do mundo interessados em conhecer, sobretudo, lugares elegantes e com atendimento de primeira classe. O turista, exigente, procura locais, além de bonitos, que adicionem conteúdo intelectual e histórico.

Por Rafaela Ometto

Sempre que se vai à Europa, principalmente se for a passeio, esta aí uma parada obrigatória na capital de um charme histórico deslumbrante e sem igual, cosmopolita e multicultural, Londres.

Hoje a capital da Inglaterra abriga 7 milhões de habitantes e é de uma diversidade cultural que chega a assustar, há quem diga que Londres tem muitos asiáticos, muitos latinos, muitos indianos e alguns britânicos. O fato é que esta maravilha histórica foi palco das mais variadas transformações culturais do século 20 e tem famosos lugares onde não se pode deixar de ir dar uma conferida como, a London Eye, o Palácio de Buckingham, o Palácio de Westminster (sede do Parlamento desde 1882), o prédio da Catedral de São Paulo, a Torre de Londres, e, claro, andar no ônibus de 2 andares e assistir a Troca de Guarda dos charmosos soldados de chapéu preto.

E não se preocupe com o transporte, Londres é famosamente conhecida por ter um dos melhores transportes públicos do mundo, possui a linha de metrô mais antiga e a maior do mundo, sem falar dos ônibus de 2 andares, já mencionado, mas se quiser charlar pode pedir um taxi e andar em um daqueles chiquérrimos táxis pretos.

Finalizo dando duas dicas básicas para não passar fome e não ser pego pela polícia, primeira, o preço do Big Mac na capital londrina custa apenas US$ 4,60 e a segunda, não banque o malandro no metrô, apesar de não ser usadas catracas sempre tenha o passe do metrô em mãos, ou entrará numa grande e indesejável enrascada.





CONTINUE NAVEGANDO: