Chegam as férias e os pais tem que decidir o que fazer com as crianças agora que elas estão no período de recesso escolar. 

Parece algo bastante simples para quem não possui filhos, mas esta é uma decisão muito complicada para os pais. Como eles não estão de férias, eles devem procurar um local seguro onde deixar os filhos enquanto trabalham, geralmente entre as primeiras opções está a de deixar os pequenos com algum familiar, logo vem as opções de contratar uma babá, colocar a criança em uma colônia de férias ou acampamento.

Qualquer uma dessas escolhas é eficaz, porém os pais precisam ter consciência de que os locais devem ser seguros e que as pessoas que neles trabalham devem inspirar confiança. Afinal, nenhum papai ou mamãe ficaria tranquilo ao saber que está entregando seu filho  para pessoas sem a mínima instrução e condição para cuidar dele.

Outra questão importante é saber onde a criança ficaria mais à vontade e feliz. Se os pais identificam que seu filho esta afim de conhecer lugares novos, viver situações diferentes, aprender a cuidar de si, você terá que pensar seriamente na possibilidade de encaminhar o seu filho para um acampamento. Fique ciente que os cuidados devem ser aumentados, ou seja, antes de contratar este serviço verifique todas as informações que puder, veja se os trabalhadores possuem curso de primeiros socorros, se são pessoas capacitadas, passe informações acerca de produtos e alimentos que causem alergia no seu filho, instrua a criança a como reagir caso identifique algum tipo de assédio, enfim, tenha total domínio de informações e dados do acampamento.

Se optar por uma colônia de férias também deverá procurar informaçõe,s visto que seu filho passará grande parte do dia nela e você o verá somente no final do dia. Em ambos locais a criança poderá desenvolver habilidades, valores como autoconfiança e independência, aprender a compartilhar suas coisas. Estas podem ser excelentes experiências para os pequenos.

A outra opção muito utilizada pelos pais é deixar as crianças na casa de parentes, isso é bom porque a criança irá a fortalecer os laços familiares e verá a união familiar.

Entende-se desta forma, que qualquer uma destas atividades é interessante para o crescimento infantil desde que sejam tomados os devidos cuidados para assegurar a integridade emocional e física do seu filho.

Por Melina Menezes


As férias de julho chegaram, as crianças estão em casa e querem passear. Mas, para que lugar ir, gastar pouco e se divertir muito? 

A dica é passear pelas cidades do Circuito da Águas Paulista, são oito cidades, uma grudada à outra e recheadas de entretenimento.

É possível viajar para o Circuito ou mesmo ir passar o dia em uma das cidades. Algumas cidades como Socorro, Serra Negra, Águas de Lindóia e Amparo oferece atrações no festival de inverno.

Em Jaguariúna tem passeio de maria fumaça e o Naga Cable Park, um lugar para a prática de wake board, onde adultos e crianças podem se arriscar nos cabos. Para quem gosta de esportes radicais Socorro é a cidade certa com estrutura que oferece acessibilidade aos deficientes físicos.  

Em Monte Alegre do Sul, tem a tradicional festa do morango, interessante fazer um passeio pelas fazendas das cidades e alambiques.

Todas as cidades têm hotéis, pousadas e campings, natureza muito bonita, artesanato regional ideal para compras de inverno.

Por Lara Beraldo


As férias de julho estão chegando, e já tem muita gente pensando para onde ir. É claro que nessa época de frio a maioria prefere as cidades serranas da região Sul e Sudeste, como Gramado, Canela, Campos do Jordão. Curtir o frio com muito chocolate quente, aproveitar as belezas naturais e, quem sabe, torcer para a neve cair.

Outra opção para curtir as férias também pode ser conhecer o interior de Minas Gerais, e suas cidades históricas como Ouro Preto e São João Del Rey. Não dá para esquecer também que o estado é famoso por sua gastronomia.

Mas se você não sabe qual cidade escolher, dê uma olhada no site Tourist Analisator. Lá você informa o nome da sua conta do Twitter e o site analisa o seu perfil. No final ele dá dicas artísticas e culturais e informa qual a melhor opção.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: