Turismo em Orlando – Dicas para Planejar a Sua Viagem





Confira aqui algumas dicas para planejar a sua viagem para Orlando.

Quando o assunto é viagem, todo mundo gosta de planejar antecipadamente. A organização faz parte da alegria de uma viagem, faz parte da própria viagem. Quando se trata de uma viagem internacional, a organização deve ser iniciada meses antes do dia da viagem. E quando a viagem é para a cidade de Orlando, o ideal é começar a se preparar 1 ano antes! Vamos te dar 7 dicas de como se organizar para uma das maiores aventuras da sua vida: Orlando, Florida!

A viagem é ideal para quem tem filhos entre os 5 e 12 anos de idade, pois é a idade da “Magia Disney”. Era nessa idade que os pais de hoje assistiam aos clássicos da Disney na década de 1990. Quem nunca ficou na frente da TV assistindo as aventuras de Timão e Pumba em torno do ano de 1997? Nostalgia pura!




Vamos agora mostrar um “passo a passo” de como organizar essa viagem:

Passo 1 – Definir uma data para a viagem – Atenção ao frio!

O planejamento começa com a decisão da época do ano que queremos viajar. A cidade de Orlando fica no centro do estado da Florida, nos Estados Unidos. Os americanos chamam a Florida de “Estado do Brilho do Sol”, por ser um dos estados menos frios durante o inverno. Comparado aos outros estados dos Estados Unidos, a Florida realmente quase não tem frio nenhum no inverno. Mas comparado com o Brasil, tem frio sim.


A região central da Florida (onde fica Orlando) tem um clima subtropical quente, que pode se comparar com o clima do estado brasileiro do Paraná. No inverno a temperatura chega muitas vezes a 3 ºC ou 2 ºC nos dias mais frios do ano. Para efeito de comparação, na cidade de São Paulo a temperatura chega geralmente a 6 ºC nos dias mais frios do ano.

Como os Estados Unidos fica no Hemisfério Norte, as estações do ano são o oposto do Brasil. Enquanto o mês mais frio do ano na cidade de São Paulo é julho, na cidade de Orlando é janeiro.

Durante o verão (21 de junho a 22 de setembro) a temperatura em Orlando sobe muito, o que combinado com a umidade alta faz com que a sensação seja de ainda mais calor, podendo atingir facilmente uma sensação térmica de 41 ºC. É durante o verão americano que a cidade fica mais cheia de turistas, pois os americanos que estão nas férias escolares (entre julho e agosto) visitam a cidade em peso.

Portanto, pondere muito quando for escolher em qual mês deseja visitar Orlando, para que a viagem seja a mais confortável possível.

Passo 2 – O visto americano e a compra dos bilhetes aéreos

Um detalhe que muitas vezes é esquecido é referente à compra das passagens e ao visto americano. Se você ainda não tem o visto para os Estados Unidos, é muito importante que tire o visto com mais de 1 ano de antecedência à viagem, pois o planejamento só pode ser verdadeiramente iniciado quando você tem o visto em mãos. Para viagens de até 6 meses de duração com propósito de turismo e/ou negócios, o governo dos Estados Unidos exige um visto de turismo para os brasileiros. O visto se chama B1-B2 – Turismo e Negócios. Se não se sentir seguro para fazer o processo sozinho, sugerimos que contrate uma empresa de assessoria.

Com o visto em mãos chegou a hora de iniciar o planejamento propriamente dito. Como dito acima, faça isso com antecedência próxima a 1 ano.

Passo 3 – Reservar os hotéis

É muito aconselhável dividir a viagem entre os parques da Disney e a Universal, para que a viagem seja aproveitada em sua totalidade.

Exemplo de planejamento de viagem com divisão de dias (viagem de 8 dias):

  • 5 noites na própria Disney World.
  • 2 noites na Universal
  • 1 noite no Legoland (a terra do Lego)

O preço das reservas nos hotéis da própria Disney é mais alto, mas há muitas vantagens. Faça a escolha do hotel e feche a reserva com mais de 6 meses de antecedência. Não compre os ingressos dos parques juntamente com as reservas do hotel. Outra vantagem de ficar hospedado na própria Disney é que você pode agendar os chamados “passes fura-fila”, os chamados FastPass com uma antecedência de sessenta dias. Já quem não se hospeda na Disney só pode agendar com antecedência de trinta dias.

Outra dica é reservar o hotel na Universal o mais breve possível, já que eles aumentam muito o preço de acordo com a temporada e a alta demanda.

Passo 4 – Desenhar um roteiro

Atente-se à importância de reservar os dias que irá para os parques, já que é com essa informação que você será capaz de reservar com antecedência os restaurantes.

Passo 5 – Fazer a escolha dos restaurantes

Os restaurantes ganharam um tópico separado para que você lembre de reserva-los com antecedência, pois são bastante disputados. Aquele mesmo prazo de mais de seis meses de antecedência vale aqui também.

Passo 6 – Aluguel de carro

Por último mas não menos importante há o aluguel do carro. Lembre-se que nos Estados Unidos (com exceção de cidades como Nova York e Washington, DC) o carro é necessário para qualquer atividade que você vá fazer. E numa viagem à Disney é muito importante o aluguel do carro para que você possa desfrutar de uma viagem tranquila e completa.

Os brasileiros podem dirigir nos Estados Unidos com a carteira de motorista do Brasil acompanhada do passaporte. Não é necessário tirar a Permissão Internacional para Dirigir, porque os Estados Unidos têm o alfabeto latino, assim como nós.

Passo 7 – Embarcar

Depois de tanto planejar, é hora de chegar ao aeroporto com 4 horas de antecedência ao voo e com os vouchers para que a viagem seja tranquila.

Boa viagem!

Por Bruno Rafael da Silva



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *