O Que Fazer em Granada (Espanha) – Roteiro de Passeios





Confira aqui algumas dicas de passeios para se fazer em Granada (Espanha).

Toda viagem empreendida para a Europa, como turismo, deve ser bem planejada. O destino de hoje é a cidade de Granada. Este município espanhol consiste em uma região muito tradicional, repleta de pontos históricos impressionantes. Possui uma extensão de 88 km² de área. A última estatística indica a presença de 234.758 habitantes.

Todo turista, ao desembarcar em Granada, poderá realizar, já no início, um bom passeio, barato, a partir de um embarque no já comum microônibus C34, que é um ônibus muito comum da região, o qual roda por um trajeto essencial, servindo como uma espécie de Mini-City Tour ao longo dos bairros de Sacromonte e de Albaicín.




Estes dois bairros são duas das mais autênticas regiões de Granada, nas quais as pessoas de fora terão a chance de apreciar muitas paisagens, como a melhor porta de entrada que uma viagem turística pode apresentar, passando um dia de muita satisfação em um lugar prazeroso. Neste caso a passagem está no valor de 1,20 euro.

Qual seria a razão de indicar ao turista o embarque em um ônibus desse tipo? Simples, devido ao fato de ambos os bairros localizarem-se montanha acima, é de grande vantagem para o viajante poupar suas energias, para os próximos passeios. A segunda parada é em Alhambra, para o segundo dia.


O ônibus C34 tem por via seguir primeiramente para a região de Sacromonte, na qual até os dias de hoje estão estabelecidas muitas famílias de ascendência cigana. Durante as noites a agitação festiva é mais intensa em Sacromonte, em que todo turista poderá participar dos tradicionais shows de Zambra Gitana, no melhor estilo de flamenco, formado em Granada. Durante o dia todo viajante poderá visitar os diversos pontos de referência de Sacromonte, nos quais vale a pena deter-se para apreciar a bela paisagem e a sua arquitetura.

No caso de o turista iniciar seus passeios antes do amanhecer, e em caso de estar bastante disposto, vale a pena saltar desta linha de ônibus e realizar algumas visitas pelas demais atrações daquele bairro. As alternativas podem ser as seguintes:

1 – Chegar até a estrada Vereda de Enmedio, no sentido de obter uma vista bonita de todo o bairro e da região de Alhambra;

2 – Realizar um breve passeio pela Abadia de Sacromonte, dentro da qual as visitas são guiadas;

3 – Realizar uma visita ao museu Cuevas de Sacromonte, que consiste em uma instituição bastante modesta, porém, dispõe de vasto acervo original do tempo da vida nas cavernas ciganas.

A região de Albaicín está localizada quase à frente da região de Alhambra, ao longo das montanhas opostas. Trata-se de um verdadeiro labirinto repleto de tradicionais casas brancas e ruas estreitas. Este traçado vem de uma espécie de urbanização moura, o qual está muito bem preservado a ponto de ser reconhecido pela UNESCO como um patrimônio mundial.

Ao longo de todo esse projeto turístico, o viajante poderá visitar a Placeta del Salvador, e realizar caminhadas por toda a rua Panaderos, chegando à Plaza Larga, que constitui um lindo lugar, no qual vale fazer uma pausa para uma boa cervejinha. Se o turista seguir viagem a pé, será possível chegar até a Puerta de las Pesas, na qual será possível passar pelo mirante de San Nicolás, entretanto, o conselho dos especialistas é o de que esta parada deve ficar para o fim do passeio, depois será importante seguir até o famoso Carmen-Museo Max Moreau.

Nas noites, todo turista poderá frequentar o tradicional bar La Brujidera, que consiste em um aconchegante lugar, um ambiente bastante informal, acolhedor, próprio para se degustar bons vinhos espanhóis.

Nesta mesma região os viajantes poderão apreciar e adquirir alguns exemplares da cerveja artesanal, entre outras boas paragens, quitutes, lugares, refeições. Vale a pena.

Paulo Henrique dos Santos

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *