Melhores Cidades para Viver 2019 – Quanto Custa Morar Nelas





Confira aqui as melhores cidades para se viver e quanto custa para morar nelas 2019.

Você sabe quais são as 10 melhores cidades do mundo nos dias de hoje? E quais são os custos para viver em cada uma delas? Pois bem, em 2019, os três primeiros lugares ficaram com as cidades de Viena, capital da Áustria, que conquistou mais uma vez o primeiro lugar no ranking, pelo décimo ano consecutivo, em seguida foram eleitas as cidades de Zurique, na Suiça, em segundo lugar e Vancouver, no Canadá, em terceiro.

Para quem não sabe, a Mercer é uma das maiores consultoras de recursos humanos do planeta e é responsável por divulgar todos os anos o ranking com as melhores cidades do mundo para residir. Desse modo, pelo décimo ano seguido a Aústria ocupou o primeiro lugar, seguida de cidades como Zurique e Vancouver.




Algumas cidades brasileiras também participaram da pesquisa e foram avaliadas. Mas como já é de se esperar, ocuparam posições bastante baixas na lista, isto é, a cidade de Brasília ocupou a 107º posição, em 118º lugar foi a vez do Rio de Janeiro, logo seguido pela cidade de São Paulo em 119º e por fim Manaus, ocupando a 127º posição.

Participam da análise da qualidade de vida cerca de 230 cidades ao longo do mundo. Sendo assim, é importante saber que os fatores de análises considerados são os seguintes: considerações médicas e de saúde; educação; ambiente sócio-cultural; as condições naturais do lugar; atmosfera social e política; transporte público; a disponibilidade de bens de consumo; ambiente econômico; moradia, além das opções de lazer que são oferecidas.


Ficou com vontade de se mudar para uma dessas cidades do ranking, que apresentam uma melhor qualidade de vida em relação as cidades brasileiras? Espere! Não se apresse, pois antes de qualquer coisa é importante saber os custos para se manter em cidades como essas, mantendo a qualidade de vida, que é o mais essencial.

Dessa forma, se o leitor ficou curioso para saber quanto custa viver nessas cidades, não deixe de acompanhar as informações abaixo, uma vez que levantamos os gastos médios que uma família composta por 4 integrantes precisam considerar para residir em cada uma das dez cidades melhores avaliadas no ranking. Sabe-se que foi possível reaizar essa pesquisa por meio do Numbeo, um banco de dados com a função de comparar as despesas realizadas com saúde, educação, moradia, transporte, supermercado, alimentação e ainda outras categorias que também são importantes.

Tendo isso em vista, tomou-se como base o fato de que em São Paulo, o custo de vida de uma família formada por 4 integrantes pode chegar em um valor em média de R$ 7.760, ou quando se tratar de alguém que mora sozinho, são gastos cerca de de R$2.200 em média. Com esses valores estipulados, vamos conferir quais são os valores aproximados que são necessários para viver em uma das 10 melhores cidades do mundo?

Em Viena, localizada na Áustria, o custo de vida é um dos maiores do planeta, ocupando posições superiores a 120º lugar nesse ranking. Desse modo, para uma família como a estipulada acima, os fatos podem ser de 2.300 euros aproximadamente, o que, sendo convertido o valor em reais, corresponde ao valor de R$ 11.700. Por outro lado, para uma pessoa viver sozinha, são necessários cerca de 760 euros, que correspondem a quase R$ 3.300 reais. É importante ressaltar que 30% desse valor é voltado para compras realizadas em supermercado.

Em Zurique, a nossa família hipotética gasta R$ 21.400 em média ou 5.600 francos suiços, já uma pessoa tem o gasto de R$ 5.800 aproximamente, correspondendo a 1.500 francos suiços.

No Canadá uma família gasta em média 4.000 dólares canadenses, o que esquivale a quase R$ 11.340. Por outro lado, individualmente são gastos 1.100 dólares canadenses, que no Brasil correspondem a R$ 3.200.

Em Munique, na Alemanha, uma família gasta quase 2.830 euros convertidos em R$ 12.240 na moeda brasileira. Uma pessoa consegue viver com 820 euros, que valem R$3.550.

Auckland, em Nova Zelândia, quatro pessoas precisam de aproximadamente R$ 12.830, que convertidos em dólares neozelandeses corresponde a 3.600.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *