Pousada Fazenda das Videiras – Araras – Petrópolis (RJ)

Situado em Araras, Petropólis, no estado do Rio de Janeiro, esta localizada, a Fazenda das Videiras, com diarias  a partir de R$420,00 para casal.

A pousada fica na reserva florestal, com chalés que possuem banheira de hidromassagem e uma vista deslumbrante para a Mata Atlântica e para um riacho que corta a Pousada.



Além de tudo isso, o atendimento é personalizado, pois os próprios donos, atendem às pessoas de maneira cordial e eficiente, tentando tornar sua hospedagem na pousada a mais agradavel e divertida possível.

Se você gostou da sugestão, então acesse o site www.videiras.com.br. Essa Pousada só hospeda maiores de 16 anos, portanto nada de levar crianças, só filhos adolescentes.

Por Salete Dias





2 comentários em “Pousada Fazenda das Videiras – Araras – Petrópolis (RJ)

  • Estive na Fazenda das Videiras e me hospedei no Chalé Loire. O lugar é agradável mas a propaganda é enganosa uma vez que no pacote estava incluido ,entre outras cortesias que não me interessei em usufruir, visita a adega com degustação. Ficamos muito frustrados quando ao chegarmos a adega após adequado agendamento de horário como orientados o proprietário apontou as garrafas e disse: Aqui ficam os vinhos do velho mundo , ali os do Novo Mundo e ali trancados com cadeado os vinhos mais valiosos, é isso tá feita a visita. Estranhamos e então eu disse: E quanto a degustação? Ele disse: Isso é uma bobagem é um cálice de vinho do Porto mas eu fiz ontem com 2 casais, voces não vieram. Indignada comentei que não era o que etava no site e então ele concluiu dizendo que coloca no site APENAS para atrair o cliente ( No meio jurídico isso é conhecido como PROPAGANDA ENGANOSA). Portanto não aconselho que faça as malas para lá a fim de desembolsar 4700,00 por 4 noites e ser exposto a esse tipo de constrangimento.

  • Sou sommelier e proprietário da Pousada Fazenda das Videiras. Tenho imensa satisfação em apresentar a adega aos hóspedes. Nos pacotes de hospedagem, como p. ex., no Carnaval, Corpus Christi, Proclamação da República, a visita a adega é feita em dia e hora determinada previamente, quando trocamos idéias sobre vinhos, respondemos as perguntas, tudo enquanto degustamos um vinho que é oferecido. Assim foi feito por ocasião da hospedagem da Sra. Vanessa. No dia marcado, ela não apareceu, como fizeram os outros hóspedes interessados. Apesar disso, levei-a para visitar a adega. De fato, ela tem razão quando diz que não lhe ofereci vinhos para degustar. Ficam minhas desculpas. Errei. Pensei que o interesse dela fosse conhecer a adega e não imaginei que ela desse tanta importância a uma taça de vinho, senão, obviamente, teria lhe oferecido. De qualquer forma, a Sra. Vanessa, para demonstrar a sua indignação, não precisava faltar a verdade, colocando em minha boca o que evidentemente não falei e nem mesmo pensei. Eu não disse a ela que a degustação era apenas um artifício para atrair o cliente. Convenhamos: seria muita estupidez e avareza minha “economizar” uma taça de vinho para uma pessoa que desembolsa R$ 4.700 por uma hospedagem…
    Aos leitores, recomendo vir conferir pessoalmente a versão da Sra. Vanessa e a ela própria peço mais uma vez desculpas e a convido a vir degustar comigo o vinho que ficou faltando.

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *