Para quem deseja desvendar as maravilhas do Mato Grosso, a cidade de Lucas do Rio Verde, a 350 km de Cuiabá, é um bom início. Lá, encontra-se o Rio Verde, que possui corredeiras pequenas em seu trajeto, nasce no cerrado e vai cruzando o bioma da Floresta Amazônica.

As águas do Rio Verde são límpidas e cercadas por matas que refugiam a grande diversidade da fauna que habita as suas margens. Os moradores locais usufruem do rio para passear de jet-ski, barco, caiaque, para pescar e tomar um delicioso banho.

Na área verde do Córrego Lucas está o Lago Ernani José Machado, onde um calçadão foi construído com trilhas para caminhadas, bem como uma ponte que liga os dois lados do lago.

Dicas para se hospedar:

  • Terras Park Hotel (65) 3549.6000
  • Hotel Florença (65) 3549.1306
  • Hotel Horizonte (65) 3549.3380

A 680km de Rio Branco, está o segundo maior município do Acre, Cruzeiro do Sul. O acesso só é possível por via fluvial ou aérea e é conhecido com “Terra dos Nauas”, devido à tribo indígena que habitava a região.

A dois dias de Cruzeiro do Sul, está o Parque Nacional Serra do Dividor, que não está aberto à visitação, mas uma das atrações locais é o Rio Moa, navegável quase o ano todo. No local, encontra-se a floresta Amazônica, com sua incontável variedade de espécies.

O Rio Moa, situado entre os afluentes do Rio Juruá, desenha um traçado de curvas cheias de meandros e, mais adiante, um cânion belíssimo. No período das secas, aparecem corredeiras e cachoeiras.

Dicas de acomodação:

  • Hotel dos Viajantes (68) 3322.2226
  • Savone Hotel (68) 3322.2349
  • Swamy Hotel (68) 3322.6166

Se você quer aventurar-se em um lugar ainda pouco explorado pelo homem, aproveite Cruzeiro do Sul.





CONTINUE NAVEGANDO: