CVC comprou a Submarino Viagens



  

CVC adquiriu a Submarino Viagens por R$ 80 milhões e continua sendo a maior agência de turismo do Brasil.

Duas empresas consideradas como as maiores do segmento de viagens, seja nacional ou internacional, agora se uniram, deram as mãos, para alcançar ainda mais um nicho que só tende a crescer nos últimos tempos: o de viagens. A Submarino e a CVC passaram, agora, a ser uma empresa só. O valor da compra da Submarino pela CVC custou um teto máximo de R$ 80 milhões, o que até aqui levou a transação a ser uma das maiores em níveis econômicos no Brasil realizada durante 2015 por muitos especialistas.   

A informação de que a CVC teve a aquisição da B2W Turismo, mantenedora da Submarino Viagens colocou fim a todos os tipos de especulação no mercado financeiro sobre o assunto. O negócio teve se ser aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que atua de forma a evitar fraudes tributárias no processo da aquisição.  

O teto para a aquisição da Submarino Viagens foi de R$ 80 milhões, um valor bem expressivo para uma empresa que atua genuinamente pela internet, que pelos meios digitais conquistou uma boa carteira de clientes a ponto de atrair o olhar da CVC para comprá-la.  

Apesar da união entre uma empresa física, como a CVC, com uma empresa online, como a Submarino, tudo indica que a lógica administrativa não passará por mudanças tão profundas, já que o diretor de negócios da CVC, Luciano Barreto, seguirá no cargo – algo que ficou estabelecido na firmação do contrato.  





Há tempos, a CVC já tinha demonstrado interesse pela Submarino, que já faturava em 2012 cerca de R$ 5 milhões (desde então a empresa parou de comunicar quanto obtinha de lucro anual). Já a CVC fechou 2014 com um lucro de R$ 145,7 milhões, colocando-a entre as maiores do setor de turismo no Brasil.  

Foi em maio de 2015 que a aquisição foi feita, porém, a oficialização da negociação só pode ser mesmo comunicada agora em setembro, com a total aprovação do CADE.

Com essa fusão, a CVC ganha ainda mais aparato econômico para continuar sendo a maior agência de turismo do Brasil e com tudo para se destacar entre as maiores do mundo.                 

Por Michelle de Oliveira

CVC e Submarino Viagens



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *