Cratera Porta para o Inferno atrai turistas ao Turcomenistão



  

Cratera foi resultado de um erro feito por geólogos há mais de 40 anos, transformando o incidente em atração turística e revertendo renda para o Turcomenistão.

Uma atração nada convencional vem atraindo a atenção dos turistas no Turcomenistão, país que se localiza na Ásia Central. Uma cratera com cerca de 60 metros de diâmetro e 20 de profundidade, que fica localizado na vila de Derweze, vem atraindo cada vez mais turistas para o deserto de Karakum.

O fenômeno, ao contrário do que muitos podem acreditar, não é obra da natureza: foi resultado de uma perfuração feita por geólogos, na região, no ano de 1971, à procura de gás.

As experiências científicas desse tipo eram bem comuns na época da Guerra Fria. No deserto de Karakum os geólogos decidiram estudar o solo, que seria rico em gás natural e petróleo. Porém, o chão sob a plataforma de perfuração, não aguentou o peso e cedeu. Os geólogos então, com medo de que o grande poço criado pudesse soltar gases venenosos e perigosos, cometeram seu grande erro, e decidiram pôr fogo na cratera, acreditando que o gás que supostamente estava pela superfície seria rapidamente consumido. O resultado, porém, foi desastroso. O fogo não parou e hoje, mais de 40 anos após o incidente, as chamas continuam acesas, demonstrando toda a imponência das vastas reservas de gás do país.

Agora, o que era para ser um erro, acabou virando atração turística e revertendo renda para o Turcomenistão. Todos os anos milhares de turistas viajam até o local para conferir de perto, o que agora chamam de “Cratera Porta para o Inferno”. A cratera é tão grande que pode ser vista de longe, principalmente se for noite, quando suas chamas se destacam ainda mais da paisagem árida do deserto.

Mas apesar dos turistas que atrai, a “Cratera Porta para o Inferno” tem sido motivo de preocupação para o governo da localidade, que teme pela saúde e segurança dos habitantes (a vila de Derweze tem cerca de 350 habitantes atualmente). Os moradores, porém, parecem não se importar com o risco e são contrários ao fechamento da cratera.





Nunca um erro humano tão grave proporcionou tanta beleza e também tanta renda para o país. O que era para ser um grande prejuízo econômico, acabou se tornando uma das maiores fontes de turismo para a localidade.

Isso é o que podemos chamar de uma atração quente!

Por Patrícia Generoso

Cratera Porta para o Inferno

Cratera Porta para o Inferno

Fotos: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *